Confira aqui algumas idéias para encontrar as suas chaves e não tornar a perdê-las novamente


26 de agosto de 2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Últimas Notícias



Nos dias de hoje quem nunca esqueceu onde deixou as chaves do seu carro, de sua casa ou de um cômodo? Com um dia a dia cada vez mais corrido e atarefado é muito comum esquecer alguma coisa pelo caminho. Estava lendo um artigo no Wall Street Jornal que aparentemente as posses mais comuns das pessoas como as chaves, celular, óculos de sol, bolsa, guarda-chuva, cartão bancário em média se perde até nove objetos todos os dias

Nesta pesquisa, muitos podem achar que isso só serve para quem tem algum problema com neurônios (problemas cerebrais), mas isso na maioria das pessoas com ou sem problemas neurais.

Os pesquisadores acreditam que o sistema cerebral que lida com movimento seja executado muito rapidamente para que o sistema visual se mantenha. Enquanto você está remexendo uma casa bagunçada para encontrar suas chaves, você pode não estar dando ao seu sistema visual tempo suficiente para descobrir o que cada objeto é. O tempo pode ser escasso se você estiver atrasado, mas observar com mais calma pode acabar sendo benéfico.

Por isso bem-vindo ao mundo moderno. Devem existir uma grande parte de pessoas com o mesmo problema. No meio de tudo o que escolhemos e temos para fazer é difícil se lembrar de alguma coisa. Isso você já sabe. O que você não sabe é que a sua memória tem uma capacidade incrível, muito maior do que jamais imaginou. E a chave para dominá-la não é tentar se lembrar de cada vez mais coisas: é aprender a esquecer.

Por exemplo o neurocientista Ivan Izquierdo diretor do centro de memória da PUC no Rio Grande do Sul afirmou que: “Esquecer faz parte de uma memória saudável”.

Um exemplo disso é a nossa chave de casa, uma peça essencial na bolsa ou mochila de qualquer pessoa e perder a chave pode ser um verdadeiro pesadelo para todos nós, pois ficamos sem ter como entrar em “casa”. Muitos fazem uma cópia de sua chave.

Com isso prepare-se para algumas dicas de como não perder mais as suas chaves de casa ou de qualquer outro móvel ou imóvel:

Mantenha a calma e continue a procurar…

Um dos principais erros que as pessoas cometem é entrarem em pânico ou ficarem muito nervosas, o que as faz começar a procurar o objeto perdido de forma frenética e desconcentrada. Pelo contrário, é preciso manter a calma. Muitas das vezes colocamos nossas chaves em algum lugar familiar mas que na hora acabamos de esquecer e sem pensar, conseguimos relembrar e achar a chave.

A solução: Procure o objeto onde ele devia estar. Porque mesmo que “vagueiem na sua cabeça” não tendem a afastar-se mais do que 46 centímetros da sua localização original, onde muitos especialistas afirmam.

Atitudes de Segurança:

  • Se as chaves de sua casa ou empresa forem subtraídas ou perdidas, providencie imediatamente a troca das respectivas fechaduras.
  • Evite ao máximo deixar as chaves de casa com empregados.
  • Converse com seus filhos e mostre a importância deles tomarem cuidado com as suas chaves.
  • Ao deixar seu carro num estacionamento ou na mão de terceiros, retire do molho as chaves de sua casa, para não fazer confusão para muitos.

Reduzir e Separar

Há quem carregue consigo um molho de chaves que parece aquele de chefes de zeladoria de locais de crime em filmes policiais: tem chave de tudo, desde a central de refrigeração do prédio até a mala de viagens usada só uma vez a cada 3 anos.

Se for o seu caso, pense se há necessidade de andar com tudo isso consigo, e no trabalho que você terá se perder este molho. Coloque em chaveiros separados por função (casa de praia, gavetas, portas auxiliares, etc.) as chaves que usa mais raramente, e aí guarde-os em um lugar seguro e fácil de lembrar.

As chaves que sobrarem serão as que você terá que continuar levando consigo diariamente – talvez separados em 2 chaveiros, como acontece com quem tem excesso, ou mesmo prefere separar as chaves do carro para evitar danos ao contato da ignição (ou mesmo à lataria), entre outros motivos.

Como classificar e ordenar “facilmente” minhas chaves
No chaveiro, escolher a chave certa pode não demorar tanto, mesmo que você tenha muitas chaves aparentemente iguais. Mas o problema é que as vezes precisamos achar rapidamente a chave que eu preciso (em muitas ocasiões: para abrir uma porta, meu carro…). Neste caso, uma solução simples é colocar as suas chaves na ordem de seu uso comum, contando a partir do seus chaveiro. Por exemplo: você segura o molho de chaves do chaveiro, a chave fica mais aparente, com isso ajudando na hora da escolha.
Indentificando e destacando
Classificar as chaves em ordem de seu uso diário (funcional), como por exemplo: seguir a rotina de abrir o portão da rua, a portaria do seu prédio, do elevador e dentre outras.
Quem anda sem chaves no bolso, provavelmente muitas pessoas, acabam pintando suas chaves ou colocando alguma numeração para que possam se lembrar de que chave cada uma serve ou indica.
Criatividade
Uma criatividade que me chamou a atenção foi chaveiro-lanterna com LED. onde possui pilha de longa duração, que serve na iluminação “emergencial” na escadaria do prédio, consertando o carro à noite e o preço é bem em conta. Outra parte é a criatividade de possuir um chaveiro canivete, com lâmina e assim, por precisar muito da chave “acaba” não esquecendo em outro lugar.
Outro método que está na “moda” agora no universo digital é chaves em forma de pendrives. São bem práticos e criativos.
Em nosso dia-a-dia, melhorar as nossas tarefas, com pequenos ajustes, oferecem uma sensação de benefício para você não esquecer suas chaves em qualquer lugar e além disso dar outra funcionalidade para o seu molho do chaves, lhe ajudando em outras tarefas.
Comentários